“Papéis Avulsos” é o terceiro livro de Machado de Assis e foi lançado em 1882. Ao lado de Memórias póstumas de Brás Cubas (1881), esta obra é um marco na carreira de Machado e inaugura sua fase realista. O título da obra, que remete a uma casualidade na estrutura dos contos ali reunidos, deixa transparecer a ironia típica de Machado: como estabelecer a ordem em uma sociedade fundada em bases contraditórias e violentas? Porém, como o próprio autor afirmou no prólogo “Advertência”, por mais que as histórias reunidas neste livro tenham certa independência entre si e negam uma certa unidade, elas também estão unidas dentro de um mesmo molde e seus temas são analógicos.

Você pode gostar também:

Sem comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Insira seu nome. Insira um e-mail válido. Digite sua mensagem.